As configurações de cookies neste site são definidas para que possamos dar-lhe a melhor experiência enquanto estiver aqui. Se desejar, você pode alterar as configurações de cookies a qualquer momento em seu navegador. Ao continuar navegando você concorda com a nossa Política de Privacidade e Proteção de Dados.
Aceitar e fechar
 
Conselho de Assuntos Econômicos
O Conselho Paroquial de Assuntos Econômicos (CAE) é o organismo de assessoramento direto da Paróquia, nos termos do cânon 537 do Código de Direito Canônico, para refletir, acompanhar e incentivar as atividades econômico administrativas paroquiais.
CONSELHO DE ASSUNTOS ECONÔMICOS
O CAE é o organismo de assessoramento direto da Paróquia, nos termos do cânon 537 do Código de Direito Canônico, para refletir, acompanhar e incentivar as atividades econômico administrativas paroquiais.

Compete ao CAE opinar sobre todo e qualquer assunto de natureza econômico-financeira ou administrativa pertinente à Paróquia, tais como aquisição, alienação, locação, permuta, cessão, ampliação e reforma de bens móveis.
Demais competências:
- propor o orçamento anual de receitas e despesas da Paróquia, assessorando o Pároco na sua aprovação e execução; prestar contas, mensalmente, aos paroquianos, de todas as receitas de qualquer origem e de todas as despesas efetuadas, conforme relatório aprovado pelo Pároco (cânon 1297).
- apoiar o trabalho do Conselho Pastoral Paroquial, providenciando os recursos necessários à execução dos serviços de evangelização.
- fortalecer a Pastoral do Dízimo, como fonte de manutenção da Pastoral, fonte expressiva do espírito de comunhão e participação.
- fazer o inventário exato e particularizado dos bens móveis e imóveis da Paróquia, que deverá ser assinado pelos Conselheiros e pelo Pároco (cânon 1283).
- cuidar para que os bens da Paróquia não venham a perecer ou sofrer danos, fazendo para este fim, quando necessário, contratos de seguro (cânon 1284).
- cuidar para que a propriedade dos bens paroquiais seja garantida de modo civilmente válido, velando para que a Igreja não sofra danos pela inobservância das leis civis (cânon 1284).
- acompanhar e orientar o trabalho executivo de prestação de contas da Paróquia junto à Cúria Regional.
- contar com o trabalho da auditoria externa, de empresa qualificada, para corroborar a condução administrativa da Paróquia.
 

WhatsApp

Vamos conversar?